quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Como encaramos mulheres separadas com filhos

mulher separada com filhos
Aprarentemente não vemos problema algum em namorar uma mulher que tenha filhos. Porque diabos teriamos problema com uma mulher que têm filhos? Mas para alguns homens, sim, soa como empecilho, por mais absurdo que se possa imaginar.

Começar a namorar uma mulher, é conquistar ao mesmo tempo "toda a sua família", independente de ter filhos ou não. Com filhos, a coisa soa assim: se eles não forem com a tua cara, pode ter a certeza absoluta de que seu romance miou. Vai acabar tão logo como começou

Porque:

Imagine você com filhos. Você vai querer que sua namorada tenha treta com eles? Não, não vai. Mas também, não pode forçá-los a gostar de sua namorada. Mas eles querem que você seja feliz e sendo sua namorada uma mulher dez, legal, show de bola, eles vão adorá-la e vão ficar felizes com a sua felicidade, pois te amam.

Se os filhos dela não forem com sua cara seja lá o motivo (e às vezes, sem motivo algum, mesmo, ou inclusive, CIÚMES), lascou. Alguns filhos não conseguem suportar a idéia de ver a mãe com outro, , tipo, "dane-se a felicidade dela, o que importa é que eu não quero vê-la beijando, dando amassos com outro cara."

Um homem não querer uma mulher com filhos, é normal, escolha dele. Muitos só querem sexo. não querem compartilhamento de vida, ah, então...filhos SÃO um grande problema pra eles!!! Como tá cheio de mulher aí que prefere pessoas pela COR DA PELE (o que eu acho absurdo, porque aí, você SE LIMITA).

Com muitas mulheres, tem o ex-marido por perto; e o problema que há, é que existem submissas, mesmo depois de separadas, com o estigma de "boazinhas" e exes ciumentos e possessivos que acham que podem e devem controlar a vida da ex-mulher, porque foram casados e ficaram anos e anos juntos, ou mesmo porque eles têm um laço em comum: os filhos.

Mas aí vai da mulher ser madura e deixar bem claro que quem manda na sua vida, é ela, não? Mas conheço alguns casos assim, que o cara , separado acha que é dono dela. Tudo bem ele deve sim, querer o melhor pra ela, claro, o que não significa querer se intrometer na vida sentimental da mesma. Já foi, né? O tempo deles já acabou.

Para algumas pessoas, estar desempregado ou sem trabalho, a coisa é vista como ser vagabundo. É o mesmo que achar que um viciado em drogas é bandido, falha de caráter...E NÃO É.

Vai dela, como mãe e principalmente adulta, explicar a coisa pra eles, se assim, for. Parece utoppia estar escrevendo isso, mas acreditem, conheço um monte de mulher que não age assim, e pior: fazem tudo ao contrário.

Filhos não são empecilho de nada. Faça a sua parte. Se você for uma boa pessoa, de fato, tratar a mãe deles como têm de ser (e ela também, né?) vão gostar pra cacete de você. 

23 comentários:

  1. Olá, acabo de visitar seu blog e segui-lo. Lhe desejo foco, sucesso e força. Que conquiste muitas realizações através do mesmo. E também convido você e seus/suas leitores/leitoras a conhecer o meu blog: toobege.blogspot.com.br . Beijinhos e espero você lá também *0*

    ResponderExcluir
  2. Quando a mãe sabe o que quer,deixando a relação passada não interferir na presente,agindo com respeito para ambos (ex,atual e filho),não deixando um tomar o lugar do outro,tudo dá certo e ter um filho não gera problema algum...até mesmo dentro do casamento,a mulher tem que saber ponderar essa relação,pois há crianças que sabem manipular a mãe contra o pai!Acredito que se for seu caso,com seu carisma,terá um aliado ou aliada!Boa sorte!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!

    E no caso da relação fluir legal com o filho(a) pode rolar ciume da mae a ponto de comprometer o relacionamento?
    quais cuidados para contornar esse "novo" desafio pois a mae busca alguem que aceite uma nova relação a tres, pois a aceitação da mae (na visao dela) implica naturalmente que o novo candidato aceite seu filho(a).

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abraços.....se minha namorada amar meu filho/a, caso com ela!

      Excluir
  4. "Quem nunca te procura não sente sua falta"
    Sinto falta sim....
    Falta coragem!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tiver o telefone dele/a. Mande um SMS. Se bloqueou ele/a via Facebook, desbloqueie. Se sabe o email, mande-lhe um recado......eu geralmente perdôo todo mundo...

      Excluir
  5. Na boa mulher com filho só da problema sim na maioria das vezes, a não ser que elas sejam auto suficientes pra cuidar dela e dos filhos financeiramente pois o que mais tem hj é piriguete com uma penca de filhos e não tem nem onde cair morta ,portanto amigos relacionem somente em caso de a mulher for estabilizada financeiramente isso faz uma grande diferença pois quando vcs quiserem sair ela poderá pagar uma baba ,ou deixar com algum familiar , agora mulher pobre com filhos sempre vai ficar na tua aba pra vc bancar ela e os filhos dela abram os olhos problema principal na minha opinião é financeiro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde...Existem mulheres e "Mulheres"; se a mulher tem problemas financeiros, quem disse que ela vai se encostar em você? Aí, é questão de caráter, de querer e poder trabalhar.

      Custa também ajudar se for o caso? Não, porque não chegamos numa pessoa e perguntamos numa paquera, se ela é rica, tem dinheiro tá passando dificuldades, não? Não.

      Mulher pobre com filhos, tem de monte, mas o que seria pobre de fato? Sem recurso algum? Moradora de rua? Moradora de periferia? Há cisas mais importantes pra se preocupar do que dinheiro, embora ele seja um mal necessário. Numa relação, a falta dele pode atrapalhar sim, não discordo, mas se formos pensar sempre assim, ninguém mais casa, se junta ou namora.

      Hoje em dia, é muito difícil se estabilizar financeiramente, então, um deve ajudar o outro.

      Abraços!

      Excluir
  6. Oi Alex,
    Adorei seu texto, eu sou uma mulher de 38, separada e com dois filhos (12 e 14)... e claro que sempre temos essa pulguinha atras da orelha!
    Mas posso falar, mesmo separada ja tive dois namorados que quiseram casar de novo comigo acredita!!!
    Acho que tudo é uma questão de "rolar"...
    Muito bom e parabens!
    Mariana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mariana! Deus abençõe!!!!!

      Excluir
    2. o maior problema é que a mulherada está aumentando de mais,só quem poderia assumir uma mulher com filhos e cheia de contas pra pagar um trouxa, um bobão.agora se a mulher tiver 03 filhos menores e tiver uma situação financeira mais ou menos ai um cara novo com certeza que casar e logo.agora quando a mulher tem filhos maiores de 20 anos principalmente do sexo masculino ai é outra coisa se torna complicada.o assunto não é tão simples.espero que vcs mulheres curtam seus casamento na boa valeu.

      Excluir
  7. Oi Alex, amei seu post!! Tenho 39 anos e sou separada, tenho 3 filhos (15, 18 e 20 anos), eles preferiram ficar com o pai, afinal fui eu quem pedi a separação e eu saí de casa, para ser sincera fico receosa em começar uma relação por causa dos filhos sim, afinal eles podem julgar que decidí separar por causa dessa pessoa enfim.... mais não vou fazer nada para convencê-los, vou viver minha vida, pois eles vivem a deles, sem ouvir minhas opiniões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá certa!!! Obrigado pela vinda!!!! Tudo de bom pra você nessa nova caminhada!!!

      Excluir
  8. muito bom o texto tenho 37 anos sou divorciada tenho um casal de filhos de 15 e 10 anos
    no interior acho que os homens tem a cabeça diferente
    o fato de ser mae de dois filhos assusta um pouco
    sonho em reconstruir minha vida e meus filhos me incentivam muito mais nao dei sorte ainda de encontrar alguem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Mas você vai encontrar, se fizer a sua parte e pedir a Deus!!!! Abraços!!!!

      Excluir
    2. Sara realmente no interior existem pessoas assim, mais fica tranquila , vc vai encontrar a pessoa correta e vai ser muito feliz.

      Excluir
  9. Oi, bom dia, tenho 30 anos sou separada tenho 2 filhos(5 e 11 anos).penso que ao saímos de um casamento e porque a coisa já não estava bem... No meu ponto de vista, para um homem se relacionar com uma mulher que já foi casada, ele precisa mostrar que pode superar as expectativas da mulher, pois ela procura algo que vale a pena pelo contrário teria ficado em um casamento deprimente... pessoalmente procuro um homem que ultrapasse as minhas expectativas em relação aos homens, pelo contrário não vale a pena, não tenho pressa!
    E para as mulheres separadas... -Não tenha pressa de estar com um homem, se ame acima de tudo, tenha sempre me mente"eu sou linda e poderosa não preciso de um homem para me dizer isso"-.Amei esse blog,Parabéns pela iniciativa.
    Ps:recomendo o filme "A vida sexual de uma mãe solteira ",assistir e recomendo muito bom.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia!
    Estou em um relacionamento desde o início trucado com uma mulher que trazia de outro relacionamento três filhos, todos mimados.
    Um com 16 outro 15 e o mais novo com 4.
    Ela sempre permitiu a influência do ex e filhos mais velhos em minha forma de ver as coisas.
    Sempre à insentivei aos estudos e ao trabalho, coisa que segundo ela o ex nunca deixará dizendo que ela iria atrás de homem. Isso durante 17 anos quando a conheci ela voltou a estudar e trabalhar me ajudando com as despesas, porém o filho mais novo que mora com a gente hoje com 14 anos não quer nada com nada e ela ainda dá apoio.
    Conclusão a separação é certa até dezembro.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, espero que o fator estar anônimo não afete o fato de querer ouvir uns conselhos. Eu tenho 21 anos, amo e namoro uma mulher, 28, que tem um filho pequeno, de seis anos. A conheci quando ainda era casada e apesar do interesse por acha-la incrível nunca tinha me oferecido por respeitar sua relação, aconteceu de nos aproximarmos e a minha mente não ajudava, busco sempre a condição de ser um ser humano justo e o fato de desejar uma mulher casada me destruía por dentro, mas afinal, não escolhemos quem e nem quando, certo?. Resumindo a história, nos envolvemos e considero que fui a gota d'água para o fim de seu casamento, por causa que depois de nosso envolvimento ela juntou forças para romper com o relacionamento que não a agradava. Ela não é o caso de uma mulher que teve um relacionamento opressivo ou que estava junto por causa da ajuda financeira, haja vista que ela é bem independente e estável financeiramente. Ela se separou e deixou de morar com seu ex-marido, deixa claramente explícito que me ama e que deseja um futuro comigo, mas ainda tem certas coisas que preciso trabalhar em minha mente.

    Namorar uma mulher casada é um desafio, prendo-me às vezes em pensar na minha situação, estou disposto em assumir as responsabilidades de conviver com uma mulher com filho, sempre fui mais interessado em me envolver com pessoas mais velhas, meus amigos são muito mais velhos, sempre com diferença de no mínimo de uns 10 anos. Sou um estudante e tenho pouco a oferecer a ela a não ser minha companhia, mas essa questão materialista não me incomoda mais, ela é muito bem independente, consegue oferecer tudo a seu filho e o pai da criança é bem presente na vida dele.

    O que preciso trabalhar e estou tendo dificuldades é me sentir bem com a presença do ex-marido, eles tiverem um relacionamento de mais de 10 anos, ele a conhece bem e vice versa. No início ele não aceitou bem a separação, tentou reconquista-la, mas ela disse que deixou claro que nada mais existiria entre os dois. Ele aparentemente não tenta mais nada, infelizmente meu envolvimento com ela ainda não é público a todos, minha família já é ciente e a dela apenas os principais, como pais e irmãos, temos essa cautela por conta da separação ser recente e não queremos que me enxerguem como pivô de separação ou "estraga família". Eles convivem hamoniosamente e querem que esse processo seja saudável e não querem que o filho sofra com isso. A questão que me intriga é que eu não acredito muito em amizade com "exs", ela não o quer como marido, mas o quer como amigo e deixa claro que acredita numa relação saudável e não carnal. Conversamos sobre tudo, inclusive sobre isso, tentei coloca-la no meu lugar, se ela se sentiria bem se eu mantivesse uma amizade com uma ex, tenho em mente que ex-namorada é muito diferente do que um ex-marido e pai e obviamente é melhor tê-lo como amigo, do que inimigo, mas isso ainda me incomoda por dentro. É um bobice minha, acredito, me incomodar com a presença dele como amigo de minha namorada, mas tem coisas que não conseguimos raciocinar.

    Desejo condições favoráveis a todos, um abraço.

    ResponderExcluir

Cuidado com o que você vai escrever aqui. Comentários anônimos são permitidos. Ofensas e Xingamentos não serão publicados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Real Time Web Analytics